Acessibilidade    Aumentar fonte    Tamanho normal    Diminuir fonte    Contraste

 

Origem

No século XVIII, pelo ano de 1760, os colonizadores que pouco a pouco vinham enveredando pelo interior em busca de terras para fixar residência e explorar a agricultura e a criação de gado, pisavam o solo que mais tarde se chamou Lagoa dos Gatos. Até agora não se conta outro nome senão o do português José Cavalcanti Fragoso como primeiro elemento penetrador do solo da Lagoa dos Gatos. Foi ele, o testemunho insuspeito dos mais remotos habitantes, que em 1780desbravou e fixou residência em Peri-Peri, onde fundou uma fazenda de criações, alargando seus domínios.

Segundo o testemunho dos antigos habitantes correm as mais variadas lendas sobre a origem do topônimo "Lagoa dos Gatos". A primeira delas, aliás, a de mais fundamento, é contada da seguinte maneira: "Nos fins do século XVIII, quando, em data incerta, o primeiro civilizado pisou o solo daquela região, coberta de grande e escura mata, o local onde se ergue hoje a cidade, era densa selva, existindo também pequena lagoa formada por uma nascente e alimentada pelas águas do riacho que lhe passava à direita. A belíssima lagoa, única área franqueada aos raios solares, tinha suas águas límpidas e doces protegidas por extenso lençol de junco e piripiri. Certo dia, um caboclo caçador deparou, casualmente, com uns gatos maracajás bebendo ali, sendo o fato relatado aos demais habitantes das proximidades que passaram a se utilizar da mencionada lagoa, que daí por diante ficou denominada Lagoa dos Gatos".

Os fatos mais importantes da história do município foram os ocorridos durante a guerra chamada dos Cabanos, em 1832. O local onde está a cidade de Lagoa dos Gatos exerceu papel relevante na referida guerra que tanto infelicitou e ensangüentou nossa pátria. Terreno muito acidentado, quase todo cercado de montanhas, coberto de matas inóspitas e desconhecidas, poucos lugares ofereciam maiores possibilidade aos rebeldes cabanos do que Lagoa dos Gatos.

E foi o que aconteceu. Estabelecendo seu quartel-general para os lados da serra do Cafundó, um grande número de revoltosos, sob o comando de Francisco Barros, continuou o combate. Tão danosas eram as ações dos rebeldes nesta parte do Estado que o Governo resolveu aumentar os efetivos legais, enfrentando seriamente e com grande número de soldados, os revoltosos, conseguindo a muito custo estabelecer um quartel provisório sendo, nas proximidades da lagoa, construída uma casa onde funcionava o comando das forças em operação.

O combate continuou nestas paragens, somente cessando, segundo crônicas da época, mercê dos bons ofícios do zeloso bispo Dom João Perdigão, que, vindo diretamente para Lagoa dos Gatos, negociou a paz entre rebeldes e legalistas.

 

Evolução político-administrativa

Lagoa dos Gatos foi reconhecida oficialmente como Povoação em 1 de janeiro de 1832 (Ver.do Inst. Arq. Hist. e Geog. Pernambucano – Vol. XXXVII – pág. 74).

Em 12 de abril de 1839, pela Lei Provincial nº. 65, foi criado o município de Bonito. Sendo Lagoa dos Gatos, pelo mesmo documento, elevada a categoria de Vila e considerada com 8º Distrito Administrativo daquele município.

Em 20 de maio de 1867 passou a pertencer ao município de Caruaru, depois foi desmembrada administrativamente e judicialmente deste, passando a ser anexada a Panelas pela Lei Provincial nº. 1.093 de 24 de maio de 1873, sendo elevada à categoria de 2º Distrito pela Lei Estadual nº. 209 de 5 de novembro de 1897.

Passou a ser Cidade e sede de município com a denominação de Frei Canecapela Lei Estadual nº. 1931, de 11 de setembro de 1928. Restabeleceu o seu primitivo e tradicional topônimo de Lagoa dos Gatos pelo Decreto nº. 235, de 9 de dezembro de 1938. Administrativamente, o município é formado pelos distritos: Sede, Entroncamento, Igarapeassu e Lagoa do Souza.

Anualmente, no dia 11 de setembro, Lagoa dos Gatos comemora sua emancipação política.

 

Dados Gerais

Fundação: 1897
Aniversário: 24 de Março
Gentílico: Lagoense

Características Geográficas

Área: 233,165 km²
População: 16.131 hab. estatísticas IBGE/2014
Densidade: 69,18 hab./km²
Altitude: 464 m
Clima Tropical As'

Indicadores

IDH-M: 0,551 baixo PNUD/2010
PIB: R$ 77.763 mil IBGE/2012
PIB per capita: R$ 4.943,30 IBGE/2012

 

Geografia

Localiza-se a uma latitude 08º39'30" sul e a uma longitude 35º54'00" oeste, estando a uma altitude de 464 metros. Sua população estimada em 2010 era de 15.615 habitantes.

Possui uma área de 189,22 km².

As atividades principais são: agricultura, pecuária,comércio e turismo. Lagoa dos Gatos possui um dos maiores polos carnavalescos do agreste pernambucano, segundo a prefeitura o carnaval atrai em média 35.000 pessoas por dia, recebendo turistas de Alagoas,Paraíba e das cidades vizinhas da região.

Predomina o clima quente e úmido, com chuvas de inverno e temperatura média anual de 24 C°, com o característico clima de montanha.

Os Bairros mais importantes são: Bairro da peteca, bairro da emenda, bairro do tambor, Vila Cipó, Coahb, São Sebastião, e Centro. A cidade é cortada pela Avenida Coronel Solano Tenório de Moura e Avenida Sete de Setembro, que liga a entrada ao centro da cidade. Na área central da cidade encontra-se o polo da Lagoa Maracajá, o qual possui a escultura de um gato bem ao centro da lagoa. Durante o carnaval,as festividades ocorrem no pátio da Lagoa Maracajá o qual comporta mais de 10.000 pessoas.

 

O gato-maracajá (Leopardus wiedii)

As características mais evidentes deste felino denunciam seus hábitos. Tem olhos e rabos proporcionalmente grandes como prováveis adaptações à vida noturna e para facilitar o deslocamento sobre as árvores. Não se acostuma à presença do homem e às alterações que este impõe ao ambiente. Tem pelagem espessa e costuma ser confundido com a jaguatirica devido à semelhança das manchas, embora tenha menos estatura. Vive em florestas e pode ser encontrado no Brasil todo.

 

Hino Municipal

Salve! Oh! Terra minha idolatrada;
Do Português chegado, o ninho amigo;
Que do Gato e da Lagoa lá nascido;
Aqui viveu no nome, a pátria amada.

Salve! Oh! Terra minha idolatrada,
Salve! Salve!

Do Quaresma, do Souza, do Viera;
Do Seródio, do Sá, do Serafim;
Do Soares, do Muniz, do Amorim;
Do Lyra, do Assunção, do Oliveira.

Advindo do Minho e da Alta Beira;
Punhado de patrícios vem primeiro;
Do Trás-os-Montes, Algarves e do Aveiro;
Pinheiro, Dias, Torres e Pereira.

Dos teus filhos, num gesto desmedido;
Heroína na epopeia dos Cabanos;
Da tua fundação aos verdes anos;
Derramara teu sangue enobrecido.

E até hoje; teu gênio sempre forte,
Legado nobre de raça descendente;
Constitui, na honradez da tua gente;
Parte integrante do Leão do Norte.

 

 
 
 

Câmara Municipal de Lagoa dos Gatos
Rua do Comércio, 99 | Centro | Lagoa dos Gatos - PE | CEP: 55450-000
Email: ouvidoria@camaralagoadosgatos.pe.gov.br | Fone: 81 3692.1128
Funcionamento de Seg. à Sex. dàs 07:00 às 13:00
CNPJ 08.653.537/0001-62